Betânia Torres fala sobre Festas de Casamento. 15 de maio de 2018

Maio é o mês das noivas e para dá alguns toques na organização do seu casamento convidamos uma das decoradoras mais requisitadas. Betânia Torres é a fada madrinha dos sonhos encantados e pode ajudar você a tornar o seu dia especial.

revista

Balada NettPor onde começar na organização de um casamento?

Betânia Torres: O primeiro passo depois da decisão e do sim, será marcar a data. Após isso vem a grande missão, ” lista de convidados” . A partir dela escolhe o tipo de cerimônia e o local. Em seguida a escolha da cerimonial, decoração, buffet, animação, bolo e doces, convites e lembranças. O outro grande passo será o vestido da noiva.

 

Balada NettVestido branco com véu e grinalda tá fora de moda?

Betânia Torres: O branco é eterno. Sempre será o preferido. Embora haja um número bem maior de noivas optando por cores, entre elas o “off white” é a tendência do momento (como se fosse um branco apagado) próximo do marfim. Há ainda uma procura pelo nude e o dusty rose. Quanto ao véu, está cada mais em desuso devido a variedade de penteados, coroas e garras oferecidos. Mas entre eles o preferido ainda é a mantilha.

 

Balada NettComo escolher o vestido perfeito?

Betânia Torres: Vestindo (rsrs). Cada biótipo pede uma modelagem diferente. Não existe regra exata, mais bom censo é muito bem vindo nessa hora, o vestido tem que está de acordo com a cerimônia, o horário e o físico. Vê um modelo na revista e achar que ele é o seu na maioria das vezes é frustrante. Tenho noivas que chegam falando em sereia e saem princesas.

 

Balada NettComo inovar na minha festa?

Betânia Torres: Busque o diferente. Faça os convidados interagirem, conversarem, sorrirem, dançarem. Isso faz uma festa diferente e especial.

 

Balada NettO que não pode faltar nesse momento tão especial?

Betânia Torres: AMOR. Já fizemos festa no fundo de um quintal. O cortinado escondendo as bananeiras, mas tinha tanto amor naquelas 2 pessoas, nas famílias que me emocionei e jamais esquecerei. Não existe “festinha”, existe “festa” grande ou pequena, mas festa! E todas tem a mesma importância para nós.

 

 

 

Leia também